Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Sâo poucas as vezes que escrevo de forma séria...Esta é uma delas...

20.04.11publicado por Gato Pardo

Pensei muito antes de escrever este post, mas a verdade é que isto incomoda-me em demasia para deixar passar em branco...

 

Existem poucas coisas capazes de me surpreender na vida.

O ser humano está no topo da lista. Pelas melhores e piores razões.

Quando uma amiga nos olha nos olhos e diz que está feliz porque encontrou alguém que a completa, é motivo para celebrar. No entanto, fica-se com a sensação que algo não está bem. Pergunta-se se se passa algo mais. E ela diz que os pais dela se recusam a conhecer o homem em questão. Pergunto porquê de tal atitude. A resposta?

 

- Porque ele tem dois filhos de um casamento anterior...

 

Ok...Desconhecia que homens e mulheres divorciados com filhos eram cidadãos de segunda, a ralé da sociedade e que deviam ir viver para os esgotos como uns foragidos da lei. Desconhecia também que nas ditas circunstâncias, os pais têm a perfeita legitimidade para destruir psicologicamente uma filha (e uma neta, porque isso acaba também por afectar a filha dela) simplesmente porque são dois idiotas...

Conclusão...Ela que neste momento se sente feliz sentimentalmente, está consumida pelo desgosto familiar. Para evitar o desgosto familiar, seria obrigada a abdicar daquilo que ela mais desejou nos últimos dois anos. Coisa que não o fará. Nem eu esperava outra atitude dela. Mas sei o quanto o coração dela está em cacos por uma atitude que nunca nenhum pai ou mãe deveria ter.

Colocar as suas ideologias de m*rda acima da felicidade de um(a) filho(a)...

8 comentários

Comentar este post